Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Sala de Imprensa Unidade de Citrus colabora na multiplicação de conhecimento na Região Norte Seminário discute projetos executados para agricultores familiares
25/06/2019 - 09h25m

Seminário discute projetos executados para agricultores familiares

O evento, uma iniciativa da Emater/AL e Fapeal, aconteceu no Polo Agroalimentar de Arapiraca, reunindo pesquisadores, técnicos e pequenos agricultores

Seminário discute projetos executados para agricultores familiares

Texto e fotos Ronaldo Lima

Técnicos do Instituto de Inovação para o Desenvolvimento Rural Sustentável de Alagoas (Emater) e da Fundação de Amparo à Pesquisa de Alagoas (Fapeal) estiveram reunidos nesta quinta-feira (13), no Polo Agroalimentar de Arapiraca, para avaliação dos projetos executados junto aos agricultores familiares de Alagoas, durante o ano de 2018.

No 3º Seminário de Avaliação do Programa de Bolsas em Assistência Técnica e Extensão Rural (ater), envolvendo as equipes técnicas da Emater e da Fapeal e agricultores familiares, houve apresentação dos sete grandes projetos executados ao longo de 2018, voltados à agricultura familiar.

Por meio de programa de fomento pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Alagoas (Fapeal), 70 bolsistas de extensão tecnológica que atendem mais de 60 municípios em todo o estado de Alagoas.

De acordo com a superintendente da Emater, Rita de Cássia Lima, o propósito do programa, que também orienta cada projeto, é fazer chegar aos homens e mulheres do campo as políticas públicas voltadas para eles, dando prioridade ao fortalecimento da agricultura familiar.

“A cooperação técnica com a Fapeal é de uma importância significativa, porque financia os técnicos, e proporciona uma atividade de extensão rural junto aos agricultores familiares de Alagoas”, reconhece Rita de Cássia.

Dona Judite Caetano, que faz parte de uma associação de mulheres de Arapiraca, afirma que graças ao trabalho dos técnicos da Emater o trabalho com a produção de abacaxi tem tido um resultado muito positivo na renda das famílias. “Produzimos diversos produtos e estamos conseguindo comercializar em feiras livres, PAA e Pnae, o que tem garantido uma renda a mais na comunidade”, comemora.

Destacam-se entre os projetos, o Programa de Fomento às Atividades Produtivas Rurais, Assistência Técnica e Extensão Rural na Cadeia Produtiva do Leite, ATER com enfoque em Políticas Públicas de Acesso a Programas, na Comercialização e Desenvolvimento Rural Sustentável, Projeto Dom Helder Câmara e fortalecimento das Organizações Sociais Produtivas do Agreste Alagoano, no Processo de Comercialização.

Os profissionais participantes do programa, que apresentam seus resultados no seminário, são pesquisadores, engenheiros agrônomos, zootecnistas, veterinários, assistentes sociais, analistas de sistema e técnicos agrícolas.

Produção de orgânicos, agregação de valor a produtos e associativismo entre os pequenos produtores estão entre as características mais encorajadas pelos técnicos na cultura produtiva das unidades familiares  assistidas.

O diferencial deste ano foi a presença de agricultores beneficiados. A cada apresentação, pelo menos um deles contava sobre a diferença que cada projeto têm feito em suas vidas. Um ponto em comum foi apontado por todos: os agentes de extensão tecnológica da Emater foram capazes de despertá-los para todo o potencial produtivo que havia em suas mãos e em seus entornos, o qual em alguns casos estava totalmente inutilizado, além de capacitá-los na melhor forma de explorar estes recursos.

Para o diretor executivo de CT&I da Fapeal, professor João Vicente Lima, os recursos em uma ação como esta têm sido bem empregados, já que a equipe de bolsistas tem produzido resultados que ajudam a diminuir a desigualdade social e econômica do país e de Alagoas. “Então, há uma finalidade econômica, produtiva e social indiscutível”, observa o sociólogo.

A Secretaria de Estado da Agricultura foi representada pelo secretário-adjunto, Henrique Soares, onde destacou a importância da parceria entre a Fapeal e Emater, levando assistência técnica ao homem do campo e beneficiando milhares de famílias de pequenos agricultores. “São ações que têm melhorado as condições de vida aos agricultores familiares”.

Foram convidados para a banca avaliadora os pesquisadores Antônio Santiago e Iraildes Assunção, doutores em agronomia da Ufal, e João Gomes, agrônomo e doutor em biotecnologia da Embrapa.

A Universidade Estadual de Alagoas se fez presente através de sua pró-reitora de pesquisa e pós-graduação, a zootecnista Ariane de Albuquerque.

Ações do documento

banner_lai+sic_LATERAL-A-PLONE3.jpg
banner_lai+sic_LATERAL-B-PLONE3.jpg

banner_GERAL_LATERAL_sic-plone3.jpg

null

banner-transparencia.png

banner_ASBRAER_pesquisa_interna.jpg

PARCEIROS

Embrapa

Banco do Nordeste

169bannerdados.png